Arquivos para Download
 
  Artigos Técnicos Estudos Técnicos Simulações Financeiras Trabalhos Publicados
 
A dinâmica das decisões financeiras
As decisões financeiras de empresas inseridas em economias em desenvolvimento requerem reflexão mais crítica de seus aspectos conflitantes, exigindo uma adaptação à realidade dos negócios.
 
A dinâmica das decisões financeiras
Administrar é decidir, e a continuidade de qualquer negócio depende da qualidade das decisões tomadas por seus administradores nos vários níveis organizacionais.
 
A finalidade da avaliação de empresas no Brasil, apresenta viés. Evidências empíricas
O trabalho tem por objetivo investigar e avaliar se, na média, a finalidade de avaliação causa viés nas projeções de desempenho econômico e financeiro feitas pelas empresas brasileiras.
 
A finalidade da avaliação de empresas, no Brasil, apresenta viés? : Evidências empíricas sob ponto de vista do desempenho econômico-financeiro
O objetivo da pesquisa é investigar e avaliar se, na média, a finalidade da avaliação causa viés nas projeçõesde desempenho econômico-financeiro feitas pelas empresas brasileiras, em laudos de avaliação e, se são aderentes ao longo do tempo.
 
A superioridade do método do fluxo de caixa descontado no processo de avaliação de empresas
O artigo está direcionado essencialmente aos aspectos técnicos e metodológicos do método do Fluxo de Caixa Descontado – FCD na avaliação econômica de empresas.
 
Apresentação do estudo da Fipecafi sobre spread bancário
Alvo de interpretações distorcidas, o spread bancário é um tema da mais fundamental importância para o Sistema Financeiro Nacional.
 
Apresentação do estudo da Fipecafi sobre spread bancário - Ing. Esp.
Alvo de interpretações distorcidas, o spread bancário é um tema da mais fundamental importância para o Sistema Financeiro Nacional.
 
Apresentação do estudo da Fipecafi sobre spread bancário - Íntegra
Alvo de interpretações distorcidas, o spread bancário é um tema da mais fundamental importância para o Sistema Financeiro Nacional.
 
Apresentação do estudo da Fipecafi sobre spread bancário - Resumo
Alvo de interpretações distorcidas, o spread bancário é um tema da mais fundamental importância para o Sistema Financeiro Nacional.
 
As empresas brasileiras são criadoras de valor ?
Palestra realiza no Jantar da Anefac dia 19 de Agosto de 2004
 
Bases conceituais do processo de avaliaçào de empresas
A nova realidade dos negócios traz a todas as organizações o desafio de gerar valor a seus proprietários, motivada por estratégias corporativas adequadas ao comportamento do mercado.
 
Bases conceituais do processo de avaliação de empresas
A nova realidade dos negócios traz a todas as organizações o desafio de gerar valor a seus proprietários, motivada por estratégias corporativas adequadas ao comportamento do mercado.
 
Cálculo da duration como ferramenta auxiliar aos modelos de previsão de insolvência
Este trabalho buscou analisar empresas comerciais, estudadas por Carvalho (2004), que utiliza as variáveis apresentadas no Modelo Pereira para estudar possibilidade de insolvência, confrontando seus resultados com os encontrados…
 
Cálculo da duration como ferramenta auxiliar aos modelos de previsão de insolvência
Os efeitos macroeconômicos. como altas taxas de juros, abertura econômica (década de 90) e desemprego, apenas para citar alguns exemplos, causam dificuldades em grande parte das empresas não financeiras, pois estas sofrem o desajuste…
 
Crescimento dos fluxos de caixa na avaliação da perpetuidade de empresas.
O horizonte de tempo adotado na avaliação de empresas é normalmente separado em dois grandes intervalos: período explícito e período residual (perpetuidade)...
 
Depreciação: Conceitos, Apsectos e Descapitalização
Este artigo, sem a pretenção de esgotar o tema, procura evidenciar, basicamente, os aspectos conceituais mais importantes da depreciação e o seu tratamento em uma economia inflacionária.
 
Estudo sobre a estruturada taxa de juros no Brasil - Apuração do spread da indústria bancária
Em toda economia encontram-se pessoas que possuem capacidade de poupança e, portanto, dispõem de recursos de caixa excedentes, e outras que demandam recursos financeiros por não gerarem...
 
Gestão Baseada em Valor Aplicada ao Terceiro Setor
Este trabalho apresenta uma adequação da gestão baseada em valor, ferramenta sedimentada nas empresas lucrativas, para as empresas deste setor e apresenta o cálculo do EVA® para uma organização sem fins lucrativos.
 
Índice de Especulação de Valor Agregado
Para consolidar o modelo proposto, são realizados experimentos sobre amostras significativas de empresas americanas e brasileiras, onde ficam evidenciados os objetivos implícitos no IEVA.
 
Metodologia de Cálculo do Custo de Capital no Brasil
Esta metodologia de cálculo é medida pela relação entre a covariância dos retornos de mercado e da companhia e a variância dos retornos da empresa.
 
Modelo multifatorial aplicado ao setor de aviação comercial
Análise comparativa de modelos unifatorial e multifatorial considerando as variáveis globais definidas para toda a economia.
 
O Crepúsculo do Conhecimento Contábil
Este é o cenário em que a Contabilidade se insere, devendo atuar de forma singela, porém com confiabilidade e atuar de forma singela, porém com confiabilidade e representatividade. Ao surgirem, de fóruns privilegiados,
 
Os Métodos Quantitativos de Análise de Investimentos
O tema se insere no âmbito da administração financeira em longo prazo, promovendo repercussões importantes sobre o desempenho futuro da empresa e, ainda em termos agregados, sobre o crescimento da economia.
 
Palestra FIPECAFI outubro 2007
Desafios e fatores de sucesso na globalização. Objetivo da empresa. Dividendos: Práticas das companhias brasileiras. Concentração do capital no Brasil. Como estão as companhias brasileiras.
 
Sistema de classificação de risco de crédito: uma aplicação a companhias abertas no Brasil
A maioria dessas empresas é classificada nas piores classes de risco ou apresenta migrações para ratings inferiores nos anos que precedem o default. Além disso, as taxas de mortalidade das empresas são crescentes nas classes de risco do sistema.
 
Um modelo de tributação da renda por fluxos de caixa realizados
Como resultado disso, foi elaborado um modelo contábil de apuração dos fluxos de caixa tributáveis, inclusive com o reconhecimento dos efeitos inflacionários. Foi demonstrado que todas as entradas de caixa geradas pelo ativo ou provenientes…
 
Viés de previsão das estimativas dos analistas de mercado em um país emergente: Impacto da adoção do padrão ifrs no Brasil.
Os resultados indicam que no período analisado o viés de previsão é positivo. Os resultados dos modelos de diferenças em diferenças confirmam os resultados encontrados e indicam redução no viés positivo das estimativas
 
 
A contabilidade e a gestão baseada no valor
A moderna gestão de empresas vem revelando importantes avanços em sua forma de atuação. A postura convencional da busca do lucro e rentabilidade cede espaço a uma gestão voltada à riqueza dos acionistas.
 
A relevância da informação contábil na identificação de empresas criadoras de valor: um estudo do setor de energia elétrica brasileiro.
Estudo visando identificar os indicadores contábeis mais relevantes para discriminar as companhias criadoras de valor no setor de energia elétrica brasileiro.
 
A tributação da renda por fluxos de caixa realizados
Artigo analisa se os fluxos de caixa tem correspondência com o lucro e a renda e podem ser utilizados como base de tributação.
 
Ajustes na contabilidade tradicional para uma contabilidade baseada em valor
Importantes avanços estão sendo constatados na forma de atuação das empresas. A moderna gestão de empresas descarta a postura convencional da busca pela medição do lucro e rentabilidade e cede espaço a uma gestão voltada à riqueza dos acionistas...
 
Análise Setorial 2008
Análise Setorial 2008 - Companhias Abertas
 
Anatomia do Valor de Empresas
O presente trabalho, de caráter teórico-dedutivo, tem como objetivo resolver as seguintes questões de pesquisa: i) é possível identificar analiticamente a composição do valor da firma e do valor do capital próprio quando da existência de estrutura...
 
Aplicação da Duration em empresas não financeiras
Analisar o “casamento” entre os fluxos de ativos e passivos de uma amostra de empresas não financeiras através do cálculo da duration.
 
Combinando filtros de Wavelets e Kalman para previsão de séries temporais financeiras.
Desenvolver uma análise comparativa do uso combinado de filtros de wavelets e kalman juntamente com modelos de previsão para séries temporais financeiras, a fim de verificar qual produz a melhor previsão futura para mensuração de ativos.
 
Concentração de Capital no Brasil
O artigo tem por finalidade levantar as principais informações disponíveis no mercado financeiro nacional, visando estudar o efetivo grau de concentração de capital presente nas companhias abertas negociadas em bolsa de valores.
 
Contabilidade aplicada para a gestão baseada no valor
Elucidar de maneira didática a aplicação da contabilidade no apoio à gestão baseada em valor, será o propósito desse trabalho...
 
Contabilidade e gestão baseada no valor
A gestão das empresas vem revelando importantes avanços em sua forma de atuação, saindo de uma postura convencional de busca do lucro e rentabilidade para um enfoque preferencialmente voltado à riqueza dos acionistas...
 
Contribuição ao estudoda avaliação de empresas no Brasil - Uma aplicação prática
O objetivo básico das Finanças Corporativas é a maximização da riqueza de seus acionistas. São desenvolvidos importantes modelos de avaliação econômica e medidas de desempenho visando a identificar a criação de riqueza pelas empresas.
 
Custo de Capital no Brasil
O objetivo neste trabalho é sugerir um modelo que utiliza padrões de benchmark, sendo descritos os diversos ajustes necessários ao cálculo do custo de oportunidade dos acionistas das companhias brasileiras.
 
Depreciação: conceitos, aspectos e descapitalização
Trabalho procura evidenciar os aspectos conceituais mais relevantes da depreciação e o seu tratamento em uma economia inflacionária.
 
Dividend policy of brazilian companies with the best corporate governance practices
The aim is to check whether the moves in the Brazilian Stock Market to promote greater transparency, equity in the treatment among the shareholders and adherence to the best practices of corporate governance...
 
Empresas criadoras x Destruidoras de valor
O objetivo desse estudo é avaliar quais as variáveis que discriminam as empresas criadoras de valor das empresas destruidoras de valor, baseado em dados empíricos....
 
Fundamentos de avaliação de empresas
A continuidade de um empreendimento somente se realiza quando as decisões financeiras se mostrarem capazes de criar valor econômico aos seus acionistas; ou, em outras palavras, quando os seus resultados promoverem um retorno sobre o capital investido.
 
Funding decisions in brazilian companies: A comparison between static tradeoff and pecking order theory in Brazil
How must a company fund itself in order to obtain the greatest advantages, not only for its owners, but also for the benefit of the society it works on? This is a question which remains without an unambiguous answer...
 
Gestão baseada em valor aplicada ao terceiro setor
Este trabalho apresenta uma adequação da gestão baseada em valor, ferramenta sedimentada nas empresas lucrativas, para as empresas do terceiro setor e apresenta o cálculo do EVA® para essas organizações sem fins lucrativos
 
Impacto do fim da correção monetária no retorno sobre o patrimônio líquido dos bancos brasileiros.
Este trabalho trata do impacto do fim da correção monetária no Return on Equity (ROE) - Retorno sobre o Patrimônio Líquido - dos bancos brasileiros.
 
Indicadores de análise de balanços de empresas do setor de construção civil
Este artigo descreve o potencial informativo da contabilidade mesmo para um setor complexo que tem o seu ciclo operacional de longo prazo
 
Indicadores de análise de balanços de empresas dos etor de construção civil
De forma diferente da percepção comum, a Contabilidade tem um alto potencial informativo mesmo em um setor de atividade cujas características criam a expectativa de um sistema de informações de pouca utilidade.
 
Metodologia SROI: uma proposta para cálculo do valor sócio-econômico das organizações do terceiro setor.
O terceiro setor é formado por organizações sem fins lucrativos e com um objetivo social bem definido, cuja finalidade maior é promover benefícios à sociedade.
 
Modelo de classificação de risco de crédito de empresas
O objetivo desta pesquisa é desenvolver um modelo de classificação de risco para avaliar o risco de crédito de empresas no mercado brasileiro.
 
Modelo de Risco para Carteiras de Créditos Corporativos
Os modelos de risco de crédito de portfolio que se difundiram na indústria bancária internacional têm aplicação restrita no Brasil, devido às características do mercado de crédito. O objetivo nesta pesquisa é propor um conjunto...
 
O Impacto do Fim da Correção Monetária no Resultado das Companhias Brasileiras de Capital Aberto e na Distribuição de Dividendos: Estudo Empírico no Período Pós-Plano Real
Os resultados do Teste de Diferença de Médias para Observações Emparelhadas e o Teste de Postos com Sinais de Wilcoxon para Pares Combinados mostraram que a desconsideração dos efeitos inflacionários distorceu o lucro das 255 empresas da amostra...
 
Os fatores determinantes da geração de valor em empresas não financeiras de capital aberto brasileiras.
Identificar os principais direcionadores de valor das empresas de capital aberto não financeiras brasileiras no período 2000 a 2009.
 
Os indicadores financeiros tradicionais explicam a geração de valor no Brasil?
Trabalho objetiva a identificação dos indicadores financeiros mais relacionados com a criação de valor no mercado brasileiro.
 
Previsão de preços de commodities com modelos ARIMA-GARCH e redes neurais com ondaletas: velhas tecnologias – novos resultados
O objetivo é explorar a aplicação de uma metodologia capaz de decompor uma série temporal via ondaletas, conjuntamente com os modelos econométricos e de redes neurais para a previsão de variáveis.
 
Sistema de classificação de risco de crédito
O sistema de classificação proposto neste estudo utiliza a análise de conglomerados para classificar as empresas em oito classes de risco, das quais sete são destinadas a empresas solventes e uma para empresas insolventes (em default).
 
The end of monetary restatement and its impact on profitability and in the capital adequacy of banks in Brazil
The main target of this paper is to demonstrate that inflation effects must not be ignored, even in low inflation environments, when the profitability and capital adequacy of banks in Brazil are analyzed.
 
The impacts in the capital structure of brazilian companies during periods of crisis
To finance its operations, a company can opt for its own capital, a third-party capital, short term capital, long term capital, capital from internal sources or external sources. Those variables define the nature of the asset financing of a company.
 
The paradigm of the new millennium management a study of Brazilian banks performance
The Brazilian financial market has suffered deep recent alterations due to several factors, such as economy under controlled inflation; interest rates on the way to levels closer to the ones of more stable economies, entry of foreign capital...
 
The relevance of dividends and book value in the brazilian stock market
O artigo propõe explorar, de forma teórica e prática, a relevância dos dividendos e o valor contábil das ações brasileiras negociadas na BM&FBovespa.
 
Um modelo de tributação de renda por fluxos de caixa realizados
Este artigo procura analisar se os fluxos de caixa têm correspondência com o lucro e a renda e podem ser utilizados como base de tributação.
 
Uma Proposta para Cálculo do Valor Sócio-Econômico das Organizações do Terceiro Setor
O objetivo maior destas organizações deve ser maximizar os benefícios gerados com cada real arrecadado. Logo, o lucro indica o uso eficiente dos recursos, ou seja, indica que foi possível repor os gastos e ainda existe recursos para reinvestimento.
 
Value based management applied to the third sector
A manager with value as a principle, is as interested in the subtleties of the organization behavior, as in using evaluation to measure the performance and as a decision tool.
 
Value based management applied to the third sector
This work deals with the adequacy of value based management for the Third Sector Organizations, the tool used by for-profit companies, and presents an EVATM calculation for not-for-profit organizations.
 
 
Simulação - Poupança x Fundos DI
Planilha elaborada pelo INSTITUTO ASSAF para simular até que ponto se pode ter uma taxa de administração de um fundo cujo rendimento segue a taxa básica de juros (SELIC) para ser comparável com o rendimento da caderneta de poupança.
 
Simulação de cálculo de prestações com juros simples ou compostos.
Esta planilha calcula o valor de um plano de prestações fixas com vencimento mensal.
 
Simulação de carteira de ações
Uma planilha eletrônica que auxilia o investidor, principalmente aqueles iniciantes, a montar uma carteira que equilibre suas expectativas de risco e retorno.
 
Simulação de desconto de cheque e/ou duplicata.
Esta planilha realiza o cálculo de desconto de cheques e/ou duplicatas.
 
Simulação de empréstimos para casa própria
A planilha tem por objetivo mostrar as diferenças entre o sistema de amortização constante e o sistema de prestação constante, conhecido por Tabela Price
 
Simulação do cálculo de prestações bancárias com IOF e tarifas.
Você poderá calcular o valor da prestação a ser paga tendo opções de simular a inserção ou não de encargos bancários e impostos no valor total do financiamento.
 
 
Análise 88 - Inflação no plano real
Considerando o período do Plano Real (1/7/1994 a 31/12/2015) a inflação medida pelo IPCA acumulada em 424,06.
 
Análise 87 - Aplicações financeiras nos últimos 15 anos
O Instituto Assaf levantou as principais aplicações financeiras nos últimos 15 anos, ou seja de 2001 a 2015. Os dados estão no gráfico a seguir e demonstram os resultados acumulados de janeiro de 2001 a dezembro de 2014.
 
Análise 86 - Brasileiro trabalhou 151 dias em 2015 para pagar impostos
Ainda segundo dados do Impostômetro, na Década de 70, 76 eram os dias médios trabalhados por ano somente para pagar tributos. NA Década de 80 esses dias subiram para 77, e na Década de 90 para 102 dias trabalhados em média.
 
Análise 85 - Dobra número de transações com cartão de crédito
O destaque negativo são as perdas reais apresentadas pelos Fundos de Ações, que, em média apresentaram rentabilidade já negativa de 3,28% ...
 
Análise 82 - Dobra número de transações com cartão de crédito
O valor monetário em Reais das transações com cartão salta de, em média R$ 72,89 em fevereiro de 2010 para R$ 98,85 em dezembro de 2014. Um aumento de 36,8% no valor médio das transações.
 
Análise 81 - Estoque de aplicações financeiras no Brasil
O que se verifica é que houve uma queda no estoque de poupança (-1,9%), depósitos a prazo (-3,8%), Fundos extramercado (-7,2%), Fundo de Ações (- 1,9%) e um aumento nos fundos de Investimentos de 4,8%. Na média, tem-se uma queda de 1,85%.
 
Análise - Dividendos distribuídos no brasil e no setor de energia elétrica
Em 2014, os proventos (dividendos + juros sobre o capital próprio) distribuídos pelas companhias abertas brasileiras ficaram em R$ 0,63 por distribuição até 1/12/2014.
 
Análise 76 - Dividendos distribuídos no brasil
Com exceção do ano de 2009, em que tivemos a maior média dos dividendos pagos por ação desde 1996, o Brasil mantém uma média nos últimos cinco anos inferior a R$ 0,57 por ação.
 
Análise 75 - Aumenta estoque de aplicações financeiras no Brasil
Esse aumento equivale a quase R$ 1,4 bi de aumento no total dessas aplicações no período analisado. Os depósitos a prazo tiveram seu pico em 2011 com R$ 715.097 milhões de reais mas o valor atual está abaixo de 2009.
 
Aplicações financeiras antes e depois da crise de 2008
O Instituto Assaf levantou as principais aplicações financeiras antes e depois da crise de 2008 com o intuito de analisar o desempenho da economia brasileira perante dois cenários bem diferentes.
 
Análise 74 - Pioram alguns indicadores de desempenho no Brasil
Segundo dados do BACEN, as taxas de juros aos brasileiros, em maio é maior desde dezembro de 2012, pelos dados disponíveis atualizados, tanto para pessoa física quanto jurídica para operações de crédito no sistema financeiro.
 
Análise 73 - Empresas brasileiras consomem em média 5% das receitas com pagamentos de juros
Esse indicador Despesas Financeiras (Líq. IR) / Vendas mede a Relação entre as Despesas Financeiras Líquidas do IR (despesas com juros líquidas do benefício fiscal) e as Receitas Líquidas de Vendas
 
Análise 72 - Retorno das companhias abertas não financeiras brasileiras - período: 2003/2011
O último período revela uma tendência de queda nos principais indicadores de desempenho das companhias abertas, destacando principalmente a perda de taxa de retorno do capital investido e da margem de lucro
 
Análise 71 - Inflação da cesta básica
Nas capitais em que o valor aumentou, o aumento médio foi de 7,0% sendo 0,62% a mais que a inflação medida pelo IPCA no período que foi de 6,38%.
 
Análise 70 - Panorama das empresas brasileiras
O ROE (retorno sobre o patrimônio líquido - o retorno sobre o capital investido pelos proprietários do negócio) médio das cias brasileiras é ainda muito baixo
 
Análise 69 - 20 anos de Plano Real
Prestes a comemorar seu 20o aniversário, o Plano Real que foi implantado a partir de 01/07/1994 trouxe para os brasileiros algumas alegrias e algumas nem tanto assim.
 
Análise 68 - Bolsas ainda sofrem com os efeitos das crises atuais – Perdas ainda somam US$ 3,03 trilhões
Entre elas podemos citar a Crise do Subprime em 2008 e a Crise da Zona do Euro em 2011. Tais crises aliadas às desconfianças nos Governos arrastaram as bolsas de valores para perdas nunca antes vistas.
 
Análise 67 - Brasileiro cada vez menos esperançoso
Ao se tomar a média das variações periódicas deste índice nos últimos quatro anos onde se tem dados mensais para fazer este cálculo, nota-se que a pior esperança do brasileiro é com relação a inflação com queda média mensal de 3,48% na expectativa.
 
Análise 66 - O cartão de crédito
O valor monetário em Reais das transações com cartão salta de, em média R$ 72,89 em fevereiro de 2010 para R$ 90,36 em junho de 2013. Um aumento de 23,97% no valor médio das transações.
 
Análise - Aplicações financeiras desde o plano real até junho de 2013
O maior ganho obtido no período foi para os investimentos atrelados ao CDI que serve de benchmark para fundos de investimentos em renda fixa com valorização de 2.961,23%.
 
Análise - Aplicações financeiras nos últimos seis anos
O maior ganho obtido no período foi para os investimentos atrelados ao Tesouro Direto, representados pela média de final de ano das Notas do Tesouro Nacional – NTN-B, com valorização de 154,83% no período de jan/2008 a dez/2013.
 
Análise 65 - O Brasil e a carga tributária
O salário mínimo que em no ano 2000 era de R$ 151 e em 2013 está em R$ 678, um aumento de 349%. Porém, deve-se considerar que a inflação no mesmo período medida pelo IPCA atingiu 137,9%, o que deixaria o aumento real do salário mínimo em 88,8%.
 
Análise 64 - Bolsa de valores e os IPOs
Empresas analisadas: 41 no período de 2008 a junho de 2013. Foram consideras empresas que fizeram IPOs com dados disponíveis entre 2008 e julho de 2013 e foram adotados os preços sem ajustes...
 
Análise 63 - Novos recordes do crédito no Brasil
O volume de crédito para pessoa física vem crescendo, em média, 1% ao mês, para o Setor Privado para pessoa física, habitacional, outros serviços, comércio, rural e indústria.
 
Análise 62 - Aplicações financeiras no ano de 2013
Neste ano de 2013 o dólar disparou na valorização perante o real em 16,10%. Depois das quedas de 2009 (-25,49%) e 2010 (-4,31%), o dólar vem se recuperando em 2011...
 
Análise 61 - A procura de dividendos?
Os dividendos estão gerando retornos sobre o valor de suas ações que, neste ano de 2013, já representam 66,7% do rendimento da caderneta de poupança. Este retorno sobre o valor das ações é conhecido como dividend yield...
 
Análise 60 - Diferenças entre patrimônio líquido contábil e a mercado das empresas de capital aberto no Brasil
O valor de mercado do Patrimônio Líquido de uma empresa é dado pela multiplicação entre a cotação de final de ano de suas ações em Bolsa de Valores pelo número total de ações que compõem o seu capital...
 
Análise 58 - Análise do desempenho dos bancos médios e dos bancos grandes
Primeiramente o critério adotado para porte de bancos foi o critério usado pelo BACEN. O acesso aos balanços dos bancos foi feito em abril de 2012 para os demonstrativos postados em seus respectivos sites de relações com investidores no formato BR-GAAP.
 
Análise 57 - Diferenças entre patrimônio líquido contábil e a mercado das empresas de capital aberto no Brasil
O valor do Patrimônio Líquido das empresas não é necessariamente próximo ao valor de mercado. Isto se deve basicamente ao fato de que os valores contábeis são tomados de acordo com o valor considerado na sua escrituração dentro dos princípios contábeis.
 
Análise 56 - Participação dos investidores nos lançamentos de ações
Em valores médios, as ofertas de ações follow-on representaram no período de 2004 a 2011 57% do volume movimentado, que representa um volume total de R$ 213 bilhões movimentados perante um total de R$ 370 bilhões no período.
 
Análise 54 - Vendas de títulos públicos crescem em média 64,3% ao ano
Segundo dados dos Balanços Anuais do Tesouro Direto levantados pelo Instituto Assaf, o estoque acumulado de títulos públicos apresentava no final de 2002 um valor de R$ 63,56 milhões, e no final de 2011 este valor estava em R$ 7,51 bilhões.
 
Análise 53 - Brasileiros estão aplicando mais!
Esse aumento equivale a mais de R$ 404 milhões de aumento no total dessas aplicações. Se comparados os dados ao final de 2009, esse aumento chega a 33,8% num total de mais de R$ 743 milhões a mais no estoque global.
 
Análise 52 - Bolsas mundiais perderam pouco mais de US$ 50 trilhões entre 2008 e 2011
Se compararmos os valores de mercado de 2007 com os valores de 2011, os EUA apresentam um queda significativa de aproximadamente 53%, a Europa com perda de aproximadamente 42%.
 
Análise 51 - Dividendos em 2011
O Brasil mantém uma média nos últimos cinco anos inferior a R$ 1,00 por ação.
 
Análise 50 - Aplicações financeiras nos últimos 11 anos
No período de 2001 a 2011 tivemos no Brasil diversos movimentos como apagão energético, dólar chegando a R$ 4,00, escândalos e sofremos as conseqüências indiretas de movimentos internacionais como atentado terrorista em 2001…
 
Análise 49 - Mercado futuro em alta
Os contratos futuros de DI de 1 dia apresentaram alta média de 32% entre 2009 e novembro de 2011, seguidos pelos de Cupom Cambial com alta média de 31%.
 
Análise 48 - O Brasil e a carga tributária
Segundo o próprio Impostômetro, esse total por cada brasileiro daria para: pagar mais de 12 salários, plantar 1331 árvores e comprar 6 notebooks.
 
Análise 47 - Crédito chega a R$ 1,25 Trilhões com recursos livres
Em dezembro de 2009, quando o volume de crédito era de R$ 954 bilhões com recursos livres, essa divisão era de 49,2% para pessoa física e de 50,8% para pessoa jurídica.
 
Análise 46 - Preço do petróleo e seus derivados e a inflação nossa de cada dia
O preço do barril de petróleo que estava em US$ 28,66 em dezembro de 2002, chegou a US$ 102,76 em setembro de 2011, uma alta de 258,6% no período considerado.
 
Análise 45 - Medindo a confiança dos brasileiros
O Índice de Confiança do Consumidor é uma média ponderada dos dois índices (60% do Índice das Expectativas Futuras e 40% do Índice das Condições Econômicas Atuais) e seu valor varia de 0 (péssimo absoluto) e 200 (ótimo absoluto).
 
Análise 44 - Crédito e a inadimplência no Brasil
Esses valores representam no Brasil 47,3% do PIB com dados de julho/2011. Em dezembro de 2009 os créditos com recursos livres e direcionados estavam em 44,4% do PIB.
 
Análise 43 - Endividamento das empresas brasileiras
Cabe ressaltar que dentro deste indicador, nem todos os passivos são onerosos, ou seja, não são geradores de despesas financeiras como empréstimos e financiamentos e as debêntures.
 
Análise 42 - Quedas na bolsa afetam preços das ações que fizeram IPO´s
Mesmo com esses e outros resultados não estão sendo suficientes para que suas ações tenham fortes valorizações no ano. Além disso, 56 das 96 empresas que abriram o capital no período de 2007 a 2010 estão sofrendo com suas ações na bolsa.
 
Análise 41 - Bolsa brasileira e as commodities
Diante de cenários de turbulência nos mercados globais, os respingos diretos e indiretos acabam por afetar também a bolsa brasileira, mas com impactos distintos em cada setor de atuação dessas empresas.
 
Análise 40 - Cresce a margem líquida das empresas brasileiras
Embora o mercado de capitais brasileiro venha enfrentando uma queda brusca em suas ações, os resultados das empresas brasileiras nos últimos 11 anos vem mostrando um crescimento constante.
 
Análise 39 - O sofrimento do mercado de ações e as blue chips
O mercado de ações brasileiro vem sofrendo nos últimos meses com quedas que assustam os investidores. Essa queda, porém, não se deve aos indicadores das empresas ou a resultados ruins demonstrados pelas companhias.
 
Análise 38 - Fundos de investimentos e poupança são as aplicações preferidas dos brasileiros
De dezembro de 2009 a junho de 2011, o estoque das aplicações nos fundos de investimentos aumentaram 26,5%. A caderneta de poupança teve um aumento de pouco mais de 21%. O depósitos a prazo aumentaram 18,4% e os fundos de ações 7,7%.
 
Análise 37 - Na onda do cartão de crédito
Com cerca de 530 milhões de transações efetuadas em janeiro de 2010 e com 656 milhões de transações em junho de 2011, o total movimentado chega a R$ 52,6 bilhões de reais no último mês.
 
Análise 36 - Ainda dependemos dos estrangeiros na BM&FBOVESPA
A BM&FBOVESPA - Bolsa da Valores de São Paulo – é sem dúvida uma das maiores bolsas de valores do mundo. Amadureceu e se desenvolveu de maneira grandiosa nos últimos tempos.
 
Análise 35 - Comparando Bancos Médios e Bancos Grandes
O Instituto Assaf comparou diversos indicadores de desempenho dos bancos grandes e dos bancos médios no ano de 2010 e chegou a resultados bem interessantes.
 
Análise 34 - Desempenho dos bancos - 2010
Os resultados líquidos dos bancos mostraram um recorde de resultado para o Santander. Destaca-se também o crescimento de 32,27% do lucro do Itaú-Unibanco e de 25,09% do Bradesco.
 
Análise 33 - Dividendos em 2011
Com exceção do ano de 2009, em que tivemos a maior média dos dividendos pagos por ação desde 1996, o Brasil mantém uma média nos últimos quatro anos inferior a R$ 1,00 por ação.
 
Análise 32 - Cresce endividamento do brasileiro
A aquisição de bens, como veículos, saltou 672% e o cartão de crédito cresceu 982% o que mostra o elevado comprometimento com contas como cartão de crédito, financiamento de bens e imóveis.
 
Análise 31 - Modalidades de obtenção de crédito das empresas
Observou que o maior volume encontra-se na modalidade de capital de giro que vem aumentando sucessivamente desde setembro de 2002. De lá pra cá nota-se um aumento de 1593%, e em janeiro de 2011 teve o maior volume levantado de R$ 269.379 milhões.
 
Análise 30 - Cesta básica, Salário mínimo e Inflação
Estas informações dos produtos e quantidades foram obtidas levando-se em consideração os gastos médios mensais referentes aos produtos da Cesta Básica Nacional (CBN), realizados pelas famílias nas diferentes capitais…
 
Análise 29 - Arrecadação de Imposto de Renda
Com crescimento anual médio de 14%, as pessoas físicas arrecadaram juntas R$ 8,8 bilhões em 2004 e esse valor passou para R$ 18,1 bilhões em 2010, um crescimento de 106,8%.
 
Análise 28 - Crescimento das operações na Bolsa
Nos últimos 10 anos a Bolsa brasileira nunca negociou tanto dinheiro quanto em 2010. Só o mercado a vista em 2010 negociou quase R$ 1,5 trilhão, que representa cerca de 1000% se compararmos com o volume movimentado em 2001.
 
Análise 27 - Panorama do crédito no Brasil
Destaca-se ainda que o volume de crédito voltado à habitação superou em julho deste ano o total de crédito voltado ao produtor rural, demonstrando o forte aquecimento do mercado mobiliário brasileiro.
 
Análise 26 - Rendimento de aplicações financeiras de 2007 a 2010
Planilha comparativa dos rendimentos de aplicações financeiras de 2007 a 2010
 
Análise 25 - ICO2 – novas oportunidades de investimentos
A World Federation of Exchanges [Federação Mundial de Bolsas de Valores] relata que, em 2008, mais de US$ 113 trilhões em ações, futuros e opções foram negociados em suas 51 bolsas de valores.
 
Análise 25 - Quem ganhou dinheiro no plano real
De 01/07/1994 até o mês de junho de 2011, a inflação acumulada no país pelo IPCA – (atual índice oficial do Governo) e adotado como base para todo o período ficou em 286,59%. O maior ganho obtido no período foi para os investimentos atrelados ao CDI...
 
Análise 24 - Bancos de grande porte
• Aumento no lucro líquido média de 16,95%
• Aumento médio de 22% na carteira de crédito;
• Margem líquida estável em pouco menos de 13%;
• Aumento na receita financeira média de cerca de 25%.
 
Análise 24 - Análise do preço/lucro (P/L) de ações
Mas é justamente o contrário. O índice P/L é o inverso da rentabilidade e, portanto é uma função inversa do risco. Não tem, portanto, referência a qualquer relação de projeção de resultado ou tendência futura.
 
Análise 23 - Setor de transportes
• Demonstrações financeiras do 1º trimestre de 2011 foram obtidas junto ao site de Relações com Investidores no formato BR GAAP. • Setor de concessionárias de transportes apresentou indicadores mais estáveis nos dois anos analisados.
 
Análise 22 - Os Fundos de Índices estão aí!
Os Fundos de Índices, cuja sigla em inglês significa Exchange Trade Funds (ETFs), são fundos espelhados em índices e suas cotas são negociadas em Bolsa da mesma forma que as ações como se estive comprando na verdade uma “cesta” de ações.
 
Análise 19 - Resultados dos bancos grandes no segundo semestre de 2010
As receitas de intermediação financeira foram 5,12% superiores em relação ao 1º trimestre de 2010. As despesas de captação também aumentaram em 3,43%. O volume concedido de crédito avançou 6,28%.
 
Análise 18 - Alta concentração de capita e valor de mercado das companhias
Quando o mercado acionário se torna mais pulverizado, eleva-se a disputa pelo controle da companhia, tornando as ações ordinárias mais atraentes que as preferenciais. As ações preferenciais indicam preferências na participação dos lucros…
 
Análise 15 - Aplicações financeiras nos últimos 10 anos
Os últimos 10 anos foram marcados por movimentos nos mercados financeiros que fizeram as aplicações financeiras e os investidores a entenderem e sofrerem com as oscilações dos rendimentos mais arriscados.
 
Análise 14 - Como entender o risco de suas aplicações financeiras?
O perder ou não perder está de acordo com a livre decisão de cada investidor consciente de se expor a um investimento financeiro no qual há expectativa de ganho, mas sabendo que existe possibilidade de algo errado ocorrer e frustrar o ganho esperado.
 
Análise 13 - IPO's de 2005 a 2010
E nem mesmo essa rentabilidade toda fez com que os papéis destas ações se mantivessem com forte rentabilidade até hoje. Estas empresas trazem hoje, em média, um prejuízo de 19% nas suas ações.
 
Análise 12 - Investidores mudam comportamento na BM&F Bovespa
Porém, alguns fatos chamam a atenção na BM&F BOVESPA ao longo dos últimos cinco anos. O Instituto Assaf levantou dados junto à Bolsa brasileira e constatou as seguintes informações descritas abaixo.
 
Análise 11 - Resultado entre 2009 a 2008: Uma comparação entre faturamento, lucro, margem e endividamento
O lucro líquido das companhias aumentou 76,8% em média no comparativo com 2008. O destaque é dado para o setor de exploração de imóveis, seguindo pelo de consumo cíclico e bens industriais.
 
Análise 10 - Os diversos índices da BM&FBOVESPA
A BM&F BOVESPA tem atualmente 385 companhias listadas, das quais 226 tipos de ações estão listadas em pelo menos um dos 15 índices publicados pela bolsa. Cada índice tem seu objetivo.
 
Análise 9 - Dividendos
Os caçadores de dividendos riram à toa em 2009. Segundo levantamento feito pelo Instituto Assaf, as empresas listadas na BM&FBOVESPA distribuíram, em média, R$ 1,28 por ação em proventos aos seus acionistas.
 
Análise 8 - Derivativos
Essas operações que causaram todo esse terremoto têm nome: derivativos. Esse termo assusta logo de cara, por não ser uma aplicação comum do vocabulário da maioria dos brasileiros e uma palavra um tanto “esquisita”.
 
Análise 7 - Bancos 2000 a 2009 Valor Econômico
1. Os bancos mostraram um forte crescimento de 2007 para 2008.
2. Lucro médio anual estável em torno de 12,6%
3. Estabilidade na previsão de créditos de liquidação duvidosa na casa de 20% das receitas de intermediação financeira.
 
Análise 6 - Bancos - terceiro trimestre 2009
O resultado líquido dos bancos no terceiro trimestre de 2009 teve um lucro médio de R$ 1,6 bilhão. O maior lucro foi do Itaú com R$ 2,2 bilhões; o Banco do Brasil e Bradesco tiveram lucros bem próximos.
 
Análise 5 - Bancos médios terceiro trimestre 2009
Em relação ao mesmo período de 2008, a maioria dos bancos registrou queda em seus rendimentos. Destaque apenas para o Banco Cruzeiro do Sul com enorme crescimento em seus resultados líquidos.
 
Análise 4 - Aplicações financeiras em 7 anos : Quem ganhou e quem perdeu ?
Algumas oportunidades são consideradas potencialmente mais rentáveis que outras, mas também mais voláteis, o que significa que são alternativas mais arriscadas.
 
Análise 3 - Endividamento das empresas
O nível de endividamento total, medido pela relação entre o Passivo Total (dívidas de curto prazo mais as de longo prazo) das empresas e o patrimônio líquido, reflete quanto as empresas tomaram emprestado de terceiros para cada R$ 1,00 de capital próprio.
 
Análise 2 - Bancos - primeiro trimestre 2009.doc
Os bancos privados nacionais (Itaú/Unibanco e Bradesco) foram os que apresentaram os maiores resultados líquidos, perfazendo a 64,2% do total do lucro líquido acumulado pelas quatro instituições no trimestre.
 
Análise 1 - Bancos - 2008
Os resultados líquidos dos bancos mostraram-se bastante próximos, com um lucro médio de R$ 8,3 bilhões no exercício. Não há variação significativa nos montantes de lucros entre os maiores bancos no Brasil.
 
 
Copyright © 2004 - Instituto Assaf. Todos os direitos reservados.